sábado, 19 de julho de 2008

Velocidade máxima

Que força tem o vento... senti a liberdade e o medo a flor da pele. Já sentiu essa emoção? Eu garanto que é um dos espetáculos mais intesos criados por nós mesmos, uma mistura de material com natureza. Sim, um asfalto quente, um motor forte, um vento encantador, uma paisagem sem explicação.
Eu, a vida!
Uma possível falha poderia ser o fim. E não dependia só de mim, também devo tomar cuidado com os outros. As vezes sofremos consequências que não deveriam ser nossas. Ou deveriam sim, depende do destino.
Sei que o medo existia, só que a emoção era bem maior. Valia a pena. Uma sensação de liberdade sem igual.
E outra, eu acredito que o que tiver que ser, será.

Um comentário:

G. Mantelli disse...

I want to BE free.